sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Abdução, sexo e mistério

Abdução de António Villas Boas
Era o ano de 1957, o jornalista João Carlos Martins da revista O Cruzeiro, recebe uma carta um tanto interessante, de um jovem agricultor de 23 anos, da pequena cidade de São Francisco de Sales, Minas Gerais. A história era tão sensacional que João Carlos financiou a viajem do rapaz para que fosse ao Rio de Janeiro para contar com mais detalhes tudo o que havia ocorrido com ele. Era o extraordinário caso da abdução de António Villas Boas.

 Antônio Villas-Boas era filho de Jerônimo Pedro Villas-Boas (18871963) e Enésia Cândida de Oliveira (1887–1963), fazendeiros em São Francisco de Sales - Sul de Minas Gerais.
António Villas Boas
Para lavrar a terra, a família Villas-Boas usava um trator com o qual trabalhavam em dois turnos, um diurno e outro noturno. De dia trabalhavam os empregados da fazenda e à noite, o próprio Antônio, sózinho ou acompanhado dos seus irmãos e cunhados.
Em de 5 de outubro de 1957, António Villas Boas, por volta de 22 horas, ao deitar-se vê uma luz misteriosa brilhando muito; repentinamente vê a luz muito próximo de sua janela, ele levanta,fecha a janela e vai deitar-se novamente. Naquela noite nada além disso aconteceu.
No dia 14 de outubro, António, sai na varanda e vê novamente a luz misteriosa brilhando forte lá no campo, não deu muita atenção e foi dormir.
Na madrugada de 15 de outubro, António trabalhava sozinho a noite, arando a terra, era por volta de 1 hora da manhã, ele vê a luz novamente. A luz se aproximou, parou em cima do trator, tratava-se de um objeto oval e brilhante, assustado tentou acelerar para fugir, o motor do trator parou repentinamente. Ao pousar em frente ao trator, António ver perfeitamente uma enorme nave de aproximadamente 30 metros, foi quando ele pôde distinguir nitidamente os contornos da máquina misteriosa: era parecida com um ovo alongado, apresentando três picos metálicos, de ponta fina e base larga, disposto um ao lado do outro. Em cima da nave algo girava a alta velocidade e emitia uma luz vermelha fluorescente (desenho acima).
António Villas Boas tenta correr e sente um ser da altura de seus ombros, que usava capacete, como se fosse um escafandro, agarrou-o pelo braço. Imobilizado, por mais que tentasse não conseguiu escapar e foi levado para dentro da nave.   
Dentro da nave os seres tiram sua roupa e deixam-no completamente nú, na sala onde ele foi colocado, não havia móveis, só uma cama.

Os seres trouxeram um objeto com tubos e colocaram a extremidade de um dos tubos no “cálice”; a outra ponta possuía uma peça de embocadura parecida com uma ventosa, que eles enfiaram no queixo de Villas Boas e coletaram seu sangue. O agricultor não sentiu dor, apenas a sensação de que a pele estava sendo sugada. Seu sangue escorreu pelo tubo e se depositou no cálice, que encheu até a metade. O tubo foi então retirado. O outro tubo, que ainda não havia sido usado, foi colocado do outro lado do queixo, de onde se coletou mais sangue, até completar o vasilhame. A pele de Antônio ficou ardendo e coçando no lugar da sangria.
Depois outros seres começam a passar um tipo de um gel no corpo de António e ao terminarem se retiraram da sala.
 António ficou na sala e percebeu que começou a sair uma névoa das paredes da nave, aquela névoa fez com que ele vomitasse.
Passado um tempo, a porta se abre e entra uma moça baixa, loira, uma mulher perfeita, linda, olhos azuis, uma mulher que estava inteiramente nua. Seus cabelos eram macios e louros, quase cor de platina - como que esbranquiçados - e lhe caíam na nuca, com as pontas viradas para dentro. Usava o cabelo repartido ao meio e tinha grandes olhos azuis, amendoados, belíssima. O que mais lhe chamou a atenção foi o fato dela ter os pelos das axilas e do púbis vermelhos.
Essa suposta alienígena se aproximou de Antônio em silêncio, não deixando dúvidas acerca de suas intenções. Ela abraçou Antônio e começou a esfregar seu rosto e corpo contra o dele. A porta se fechou e Antônio ficou a sós com a mulher, com quem acabou tendo várias relações sexuais.
Depois de várias relações seguidas a moça interrompe e anda em direção a porta, vira-se para António aponta para o ventre e aponta para cima, então ela sai da sala. Parecia indicar que estava grávida e geraria um filho em algum lugar do universo. Logo em seguida um dos alienígenas voltou com a roupa de Antônio, que se vestiu imediatamente.

   
Os seres retornam a sala e levam ele para andar pela nave, inclusive pelo lado de fora, pois havia um beiral em torno da nave onde contornaram toda a espaçonave. Após dar uma volta eles o levaram até a rampa de descida e deixaram-no livre.

Não há muitas provas da abdução de Antônio Vilas-Boas. Na época não foram feitos nenhum procedimento de investigação do caso, fotografias das marcas que o trem de pouso da nave teria deixado, estudo do solo, estudo do efeito da radiação nas plantas. Não haviam pesquisas com utilização de equipamento sofisticados como os que existem hoje.
Em 1978, a fazenda da família Vilas-Boas sofreu uma inundação, devido a chuvas que destruíam todas as evidências da suposta abdução. Fica difícil para acreditar no depoimento de Antônio pelo fato de a sua história ter sido divulgada pelo jornalista João Martins, da revista “O Cruzeiro”, que teve envolvido no conhecido Caso da Barra da Tijuca, de 1952. Um caso que foi comprovado ser uma farsa. A revista "O Cruzeiro", estava com baixa vendagem e como o assunto discos voadores estava em alta, resolveram criar uma matéria falsa para assim aumentar a vendagem da revista. Em janeiro de 1955, a revista Ciência Popular no 76, divulgou que as fotos eram falsas. Em outubro de 1957 a mesma revista divulgou novamente a mesma coisa.
Alguns alegam que António Villas Boas era um lavrador pobre que criou a falsa história somente por dinheiro, enquanto muitos acreditam que a história seja verdadeira. Os cientistas também dizem que ele poderia ter estado alucinando. 
Outros estudiosos do assunto tem certeza que o caso é verdadeiro.
Antônio Villas Boas faleceu em 17 de janeiro de 1991, aos 56 anos.
Perguntas:
Poderia o tal gel e a fumaça que saia das paredes da sala, onde ficou Villas Boas, ter causado uma alucinação a ponto de António imaginar uma relação íntima com uma moça alienígena? Ou tudo aconteceu de fato?
O gel poderia ser um anticéptico, para que a alienígena não viesse a se contaminar com alguma possível doença?
Os alienígenas só queriam estudar o comportamento humano num processo de reprodução humana? Ou queriam gerar um híbrido no ventre da suposta alienígena? E se for verdade, poderiam coletar espermatozoides de outra forma, pois teoricamente são tecnologicamente mais avançados?
Seria possível um lavrador pobre criar uma falsa história somente por dinheiro, como dizem alguns?

E se António Villas Boas tivesse escolhido um outro repórter que publicasse sua história, teria mais crédito em seu relato?
Amigos da máquina de Mistérios o que vocês acham?
Se gostaram da matéria compartilhem com seus amigos, vamos juntos fazer com que os casos ufológicos sejam questionados e analisados com critérios refinados. Acreditamos na possibilidade de vida inteligente extraterrestre, sabemos que existem muitos casos reais acontecendo agora mesmo e você pode fazer parte de algum deles a qualquer momento.





Fontes de pesquisas:
Fotos internet google







sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Agroglifos com Cerveja

O que são agroglifos ??
Os Agroglifos são formas harmônicas organizadas que se manifestam ao redor do mundo, sendo o resultado de uma energia que interage com o mundo físico, neste caso as plantas.  Esta energia é composta de luz, som e magnetismo.  Até hoje, os agroglifos tem sido relatados em 29 países, e apareceram em plantações de trigo, cevada, canola, árvores, semente de linho, arroz e até mesmo em gelo.
Farsas com cerveja
Você conhece Doug Bower e Dave Chorley ??
Em 1991 a dupla Doug Bower e Dave Chorley deixaram a todos  perplexos ao afirmarem que foram eles que iniciaram o suposto fenômeno em 1978, da aparição de desenhos nas plantações. Com o uso de ferramentas simples como uma prancha de madeira, corda e um boné de beisebol e um laço de arame.

Para provar que falavam a verdade fizeram um círculo em frente aos jornalistas; um especialista nessas formações, Pat Delgado, verificou o círculo, sem saber que foram os dois brincalhões que fizeram e declarou como sendo um autêntico agroglifo, antes de ter sido revelado que era uma brincadeira.
Esses dois “malucos” costumavam se encontrar todas as sextas em um pub para beber e jogar conversa fora, até que, um dia, inspirados no caso de um fazendeiro australiano que teve em sua fazenda vários desenhos nas plantações e após tomar umas brejas (cervejas) a mais, eles tiveram a ideia de sair criando padrões pelo país e se divertir com o resultado.

Segundo a dupla, eles geralmente produziam os círculos ou formações às sextas depois de sair do pub, e o combinado era bico fechado, nunca falariam a ninguém seu segredo. Os dois se divertiram muito criando as formações — e com as notícias de que elas eram evidências de que a Terra era visitada constantemente por extraterrestres. Tudo não passou de uma ideia inspirada em uma história de um círculo que apareceu em uma fazenda e motivada por umas cervejas a mais. Chorley faleceu em 1996, enquanto Bower decidiu continuar com suas criações até o ano de 2004 — e até hoje persiste a associação dos intrigantes círculos e a suposta atividade alienígena no nosso planeta.
Bower e Chorley durante uma de suas demonstrações públicas

Doug e Dave alegaram serem os responsáveis por todos os círculos feitos antes de 1987 e por fazerem mais de duzentos círculos em plantações no período entre 1978 e 1991. 

Cansados de ver pessoas ganhando rios de dinheiro as custas de suas brincadeiras anônimas, decidiram contar toda a verdade. Esses dois inspiraram vários artistas a fazerem suas artes nas plantações. Os círculos em plantações evoluíram para um suposto fenômeno internacional, sendo que agora centenas de agroglifos sofisticados aparecem anualmente em todo o mundo.

Apesar da notícia banalizar e ridicularizar o suposto fenômeno em alguns círculos acontecem coisas muito estranhas dentro desses agroglifos e alguns são tão complexos que fica difícil de acreditar que foram pessoas que fizeram.



BASTIDORES DA VERDADE, SERÁ??
Essa dupla riu muito ao verem as notícias no telejornal, sobre seres extraterrestres que faziam desenhos nas plantações e teriam continuado rindo se não fosse pela esposa de Bower, que começou desconfiar das saídas demoradas do marido, achando que ele tinha alguma namorada, começou a checar a quilometragem do carro, então, “a casa caiu”, ele teve que contar toda a verdade sobre os desenhos nas plantações que fazia junto com seu amigo nas noites de final de semana.
As verdades sóbrias
Há quem diga que os dois senhores Doug e Dave eram agentes do governo americano e disseram que todos os círculos foram feitos por eles, pois tinham o objetivo de banalizar, diminuindo e ridicularizando o assunto. 

A maioria das pessoas acreditaram na história, fazendo com que a mídia fosse embora e deixasse esse assunto de lado.
Enquanto algumas pessoas se divertiam enganado a mídia e a todos com sua arte, outras pessoas sérias faziam pesquisas, calculavam, mediam, estudavam as plantas, usavam equipamentos de alta tecnologia para chegarem a uma conclusão bastante séria e sóbria. Em algumas formações o solo parece ter sido cozido, os círculos parecem ter a capacidade de alterar o campo eletromagnético e por isso as bússolas não localizam o norte, as vezes câmeras fotográficas, celulares e baterias não funcionam dentro das formações também em alguns casos, equipamentos aeronáuticos não funcionam ao sobrevoarem um círculo. Os níveis de radiação chegam a subir até 300 % acima do normal, cidades inteiras já ficaram sem energia elétrica quando apareceu uma formação numa plantação próximo à cidade.
RESPOSTA ARECIBO??
O radiotelescópio de Arecibo é o maior radiotelescópio fixo do mundo, localizado em Arecibo, Porto Rico. A mensagem de Arecibo foi enviada ao espaço com o objetivo de transmitir a uma possível civilização extraterrestre informações sobre o planeta Terra e a civilização humana em 1974;
No dia 16 de novembro de 1974 o radiotelescópio de Arecibo enviou uma mensagem ao espaço, em direção ao agrupamento globular estelar M 13. A mensagem compreendia 7 seções, cada uma representando um particular aspecto da nossa civilização, como representação binária dos números de 1 a 10, representação de nós, nossa posição no Sistema Solar, nosso DNA, entre outras coisas.
Suposta Resposta:
Em 19 de agosto de 2001, apareceram duas formações bastante misteriosa e singular, completamente diferente de tudo que se tinha visto até então. E logo em seguida surgiam, num campo de trigo ao lado do observatório de Chilbotlton uma imagem que parece ser um rosto (ou alienígena) e outra imagem, reproduzindo o código transmitido ao espaço em 1974 pelo rádio-telescópio de Arecibo como parte do programa SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence).
Se isso não for um “Fake” envolvendo um time de profissionais (circlemakers) treinados para fazerem crop cicles (agroglifos) em plantações, quase 27 anos depois que um contato humano foi enviado para o espaço, seria uma resposta direta a uma mensagem que nós, humanos, enviamos ao espaço em 1974.
Esses elaborados desenhos levariam dias para serem feitos, mesmo se fosse por um batalhão de pessoas munidas de cordas e tábuas e apareceram em questão de horas.  Apesar da complexidade ainda há incrédulos que acreditam serem feitos por artistas que percorrem o mundo fazendo desenhos em plantações.
FORMAÇÃO DE CRABWOOD
Em 15 de agosto de 2002, na fazenda “Vale”, situada na localidade de Sparsholt, próximo a Winchester, Inglaterra, apareceu uma formação de 110 por 76 m, onde se via o busto de um ser alienígena segurando em sua mão direita um disco, o qual parece conter um código presumivelmente binário. O desenho ficou conhecido como “formação de Crabwood”.
AGROGLIFO NO BRASIL

No Brasil, o fenômeno já apareceu no interior de São Paulo, Paraná, Minas Gerais e principalmente em Santa Catarina. Onde nossos renomados ufólogos estudam o fenômeno a anos. Nossos ufólogos são muito respeitados no mundo inteiro, pois executam pesquisas usando tecnologia de ponta, isso nos dá muito orgulho de saber que no Brasil os ufólogos sérios estão trabalhando corretamente e com honestidade para divulgar o fenômeno para o mundo.
AGROGLIFO ZEELAND
Sessenta pessoas se reuniram numa noite de agosto de 2009 na província de Zeeland     e criaram o desenho abaixo denominado Homem-Mariposa. Porem até esses experientes profissionais admitem que alguns agroglifos seriam difíceis ou quase impossíveis de serem recriados por seres humanos.

     Livro Circular Evidence
Colin Andrews, autor do livro “Circular Evidence”, admite que cerca de 80% dos círculos nas plantações são fraudes, mas que 20% são trabalho de alguma “força maior”. Mesmo que habilidosos desenhistas admitam responsabilidade pelas fraudes, eles não conseguiriam realizar todos os milhares de agroglifos que já apareceram ao redor do planeta.
O significado desses círculos de colheitas ainda é enigmático para nós. O interessante é que eles ainda estão surgindo ao redor do mundo e já foram vistos em 12 países. No Brasil, o fenômeno já apareceu no interior de São Paulo, Paraná, Minas Gerais e principalmente em Santa Catarina.
Bom pessoal, este assunto tem muitas facetas, “por enquanto” vou ficando por aqui, pois minha cerveja já está esquentando, deixo abaixo algumas perguntas:
Qual seria o objetivo desses estranhos e misteriosos desenhos nas plantações?
Esses desenhos seriam feitos por alienígenas ou por artistas profissionais humanos?
Se os alienígenas quisessem passar alguma mensagem, não poderia usar outro veículo de comunicação?
Seriam Doug e Dave, aqueles brincalhões, agentes do governo?   Esses senhores teriam condições de fazerem todos os círculos que disseram ter feito, mais de 200?
Pois é amigos da Máquina de Mistérios, se gostaram da matéria compartilhe com seus amigos, obrigado e até breve, vou tomar minha cerveja.Curta nosso blogue www.máquinademisterios.com.br, no Face book:Maquina de Mistérios, Face book: Carlos José Moreira, quer ganhar um adesivo Máquina de Mistérios é só mandar seu caso de avistamento, contato, história de Ufos e Extraterrestres(válido até 30/10/17)
Fontes:
fotos:  internet







segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Demônio Ceifador ou Alienígenas?

Demônio Ceifador ou Alienígenas?
Demônio Ceifador é uma criatura de existência não provada que supostamente seria responsável pelos estranhos círculos (agroglifos) que freqüentemente apareciam nas plantações inglesas. Os círculos feitos pelo Demônio Ceifador teriam perfeição milimétrica. Antigamente era a única e mais provável explicação para os desenhos misteriosos que apareciam nas plantações: Demônios ou espíritos do mal.

A primeira menção ao Demônio Ceifador foi feita por um jornal tablóide inglês em 1678. A matéria foi publicada com o título de DEMÔNIO CEIFADOR: ou NOTÍCIAS ESTRANHAS DE HARTFORD-SHIRE.

Hertfordshire é um condado da Inglaterra. As principais cidades do condado são St AlbansHatfieldHemel HempsteadWatfordHertfordRickmansworthRoystonBerkhamstedBorehamwoodLetchworthWelwynStevenagePotters BarHarpendenCheshunt e Bishops Stortford.

Em 22 de agosto de 1678, foi lançado um panfleto descrevendo um fenômeno luminoso e misterioso incomum visto em um campo. No dia seguinte foram encontrados vários círculos cortados milimétricamente e com uma exatidão típica dos agroglifos de hoje. Foi a primeira menção ao Demônio Ceifador foi feita por um jornal. A matéria foi publicada com o título de DEMÔNIO CEIFADOR: ou NOTÍCIAS ESTRANHAS DE HARTFORD-SHIRE.

Muito resumidamente está escrito no panfleto a seguinte história:

Um fazendeiro negocia com um pobre cortador de cereais, sobre o corte de três meados de acres de Aveia, achando que o cortador pediu um valor muito alto, o fazendeiro mesquinho disse que o Diabo iria cortá-lo em vez do pobre camponês. E assim caiu, naquela mesma Noite, sobre a Colheita de Aveia, o que parecia uma chama que pairava na plantação mas na manhã seguinte apareceu a plantação ordenadamente cortada, sem marcas de fogo, e que foi atribuído ao Diabo ou algum Espírito Infernal, nenhum Homem Mortal seria capaz de fazer o mesmo corte com tamanha exatidão. 
Este folheto, e a ilustração que o acompanha, são freqüentemente citados por pesquisadores e estudiosos de círculos (agroglifos) e figuras em plantações, como sendo um dos primeiros casos registrados de agroglifos da história.
Amigos da máquina de mistérios, este caso, nos faz lembrar dos muitos relatos de avistamentos de fenômenos com luzes misteriosas vistas tão frequentemente nas plantações nos dias de hoje e que são associadas com o aparecimento de círculos em plantações de cereais. 


Este folheto poderia ser uma publicação com fins religiosos, onde há uma idéia do bem e do mal?

A intervenção demoníaca é apontada como a causa desta ocorrência, e a história do panfleto fornece uma afirmação dramática de que os demônios certamente existem e eles vêm do inferno, com a certeza de que existe um céu e consequentemente um Deus. Mas se realmente era um agroglifo, não poderia ter sido feito por alienígenas?

Teria a igreja, na época, aproveitado o suposto fenômeno para fazer publicidade aos temerosos?
Embora a distribuição do panfleto tenha sido quase certamente desencadeada por uma agenda religiosa (na época havia contos morais distribuídos às massas temerárias de Deus no século XVII a fim de agregar mais fiéis para a igreja), para muitos estudiosos do assunto, há uma descrição tão detalhada dos eventos relatados no documento que eles acreditam haver algum tipo de fundamento em uma ocorrência real. Certamente, a descrição é tão parecida com o fenômeno que conhecemos hoje, e a imagem na ilustração do woodcut  é tão convincente, ele sugere fortemente que o que desencadeou essa história foi algo muito parecido com o que hoje reconheceríamos como agroglifos. Alguns afirmaram que o panfleto descreve claramente (e mostra) o Diabo cortando a aveia, ao invés de colocá-los arrumados em fardos.

Seriam os demônios responsáveis pelos fenômenos?? Ou os alienígenas estariam mandando algum tipo de mensagem nesses agroglifos??
     
O que são agroglifos ??
Os Agroglifos são formas harmônicas organizadas que se manifestam ao redor do mundo, sendo o resultado de uma energia que interage com o mundo físico, neste caso as plantas.  Esta energia é composta de luz, som e magnetismo.  Até hoje, os agroglifos tem sido relatados em 29 países, e apareceram em plantações de trigo, cevada, canola, árvores, semente de linho, arroz e até mesmo em gelo.


Se você tem algum caso e queira encaminhar para maquina de mistérios envie pelo e-mail: maquinademisteriosufo@gmail.com
Se você gostou da matéria, compartilhe com seus amigos, obrigado e até mais.





Fábrica de Disco Voador?

Fábrica de Discos Voadores: a evolução Outro dia recebi umas fotos de supostos discos voadores e percebi que nas fotos mais antigas...