segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

SUPOSTO POUSO DE OVNI EM PERUÍBE

Suposto pouso de um óvni em Peruíbe


Suposto pouso de uma nave
Máquina de Mistérios foi conferir o local do suposto pouso de um ovni. Cidade de Peruíbe dia 28/10/17 - Local Rua 19 - Balneáreo São João Batista (podem achar este endereço no google maps). 
Mapa do local
Terreno abaixo do nível da rua uns 20 cm - por isso não tem vazão de água - as plantas do terreno são taboas (plantas que desenvolvem em terrenos com água (brejo) ) - uma das características da taboa é ser uma planta espessa (grossa).
taboa
 As fitas de demarcação estão no terreno do lado, pois tem uma construção de uma pequena casa, aparenta estar demarcando esta obra. Tem um ufólogo que diz que foi ele quem colocou, não sei.

As plantas estão dobradas, algumas quebradas, não aparentando ter sofrido aquecimento, no meio do terreno e em outros pontos do terreno tem taboas que não estão dobradas ou amassadas com aproximadamente 20 cm de altura e em crescimento. Uma emissora de televisão afirmou que não foi um pouso de ovni e sim um microburst.
O que é um microburst ?
O termo foi definido pelo especialista em meteorologia de mesoescala Ted Fujita como afetando uma área de 4 km (2,5 mi) de diâmetro ou menos, distinguindo-os como um tipo de rebentamento e além do cisalhamento comum do vento que pode abranger áreas maiores. Fujita também cunhou o termo macroburst para downbursts maiores que 4 km (2,5 mi). 
Um microburst(micro explosões) é um downdraft (Decadente) intenso de pequena escala produzido por uma tempestade ou chuva. Existem dois tipos de microbursts: microbursts molhados (Os microbursts molhados são downbursts acompanhados por uma precipitação significativa na superfície) e microbursts secos (Quando a chuva cai abaixo da base da nuvem ou é misturada com ar seco, ela começa a evaporar e esse processo de evaporação esfria o ar) Eles passam por três fases em seu ciclo, as fases de desabafo, explosão e amortecimento, também chamadas de "Curso de Suriano". Um microburst pode ser particularmente perigosa para as aeronaves, especialmente durante o pouso, devido ao cisalhamento do vento causado pela frente da rajada. Vários acidentes fatais e históricos foram atribuídos ao fenômeno ao longo das últimas décadas, e o treinamento da tripulação de voo se esforça para se recuperar de um evento de microburst / wind shear.
Ilustração de uma microburst
O ar se move em um movimento descendente até atingir o nível do solo. Em seguida, ele se espalha em todas as direções. O regime de vento em uma microburst é oposto ao de um tornado.
Dano de árvore de um downburst
Durante os últimos 20 dias o litoral sul tem sofrido intensas chuvas principalmente a noite e com ventos muito fortes, chegando em algumas noites atingir 80 km de velocidade, segundo jornais da região. Os postes de energia elétrica do bairro são distantes uns dos outros, o que poderia causar, em caso de ventania, uma possível interferência no fornecimento de energia elétrica, o que foi relatado pelos moradores: que faltou energia na noite em que supostamente pousou um ovni no local. Um pesquisador de ufologia científica disse que poderia ter acontecido um acamamento.
DOM 15/10
Temp. atual
18° /15°
Média hist.
24°/12°
SEG 16/10
Temp. atual
21° /16°
Média hist.
24°/12°
TER 17/10
Temp. atual
27° /17°
Média hist.
24°/13°
QUA 18/10
Temp. atual
31° /18°
Média hist.
24°/13°
QUI 19/10
Temp. atual
32° /21°
Média hist.
24°/13°
SEX 20/10
Temp. atual
23° /19°
Média hist.
24°/13°
SÁB 21/10
Temp. atual
25° /19°
Média hist.
24°/13°
DOM 22/10
Temp. atual
22° /19°
Média hist.
24°/13°
SEG 23/10
Temp. atual
19° /13°
Média hist.
24°/13°
TER 24/10
Temp. atual
19° /14°
Média hist.
24°/13°
QUA 25/10
Temp. atual
29° /16°
Média hist.
24°/13°
QUI 26/10
Temp. atual
26° /16°
Média hist.
24°/13°
SEX 27/10
Temp. atual
26° /18°
Média hist.
24°/13°
SÁB 28/10
Temp. atual
27° /19°
Média hist.
24°/13°
DOM 29/10
Temp. atual
24° /18°
Média hist.
24°/13°
SEG 30/10
Temp. atual
22° /18°
Média hist.
24°/13°
TER 31/10
Temp. atual
22° /15°
Média hist.
24°/13°
QUA 01/11
Temp. atual
20° /14°
Média hist.
24°/13°
QUI 02/11
Temp. atual
24° /14°
Média hist.
24°/13°
SEX 03/11
Temp. atual
31° /15°
Média hist.
24°/13°
SÁB 04/11
Temp. atual
28° /19°
Média hist.
24°/13°
fonte: https://www.accuweather.com/pt/br/peruibe/11750/october-weather/497818_pc
Acamamento de Plantas
O excesso de chuvas pode favorecer a perda de nutrientes, nas plantas, principalmente do nitrogênio. Com o crescimento das plantas, mais folhas são emitidas e, consequentemente, sua altura também aumenta (alongamento), tornando as raízes mais frágeis. Com novos períodos de precipitações elevadas e constantes, o solo torna-se mais maleável, favorecendo o acamamento das plantas.
As pragas de solo podem também danificar as raízes, consequentemente causando o acamamento das plantas. O acamamento está associado a um evento que contribua para o dano mecânico, como por exemplo, temporais e ventos fortes.
Queimadura nas plantas
Um fator que pode produzir queimaduras nas folhas de algumas plantas é o excesso de radiação solar ou de luz, em regiões litorâneas o sol é muito mais forte e constantes.
Os danos por excesso de sais costumam ser comuns em todas as plantas de climas chuvosos. Plantas como a hortênsia, a gardénia, a camélia ou as bulbosas também são sensíveis a este problema.  O termo bulbo é usado para descrever uma grande variedade de plantas geófitas e seus órgãos subterrâneos de armazenamento, incluindo bulbos, cormos, rizomas, tubérculos e raízes tuberosas.

Geófita é um termo botânico que se refere às espécies vegetais que permanecem subterrâneas durante a época desfavorável para seu crescimento, sob a forma de bulbo, rizoma, tubérculo ou raízes gemíferas(que tem a capacidade de brotar e gerar novas plantas). Os nabos são plantas geófitas. 
Nessa região de Peruíbe tem muitos terrenos vagos, descampados, com mato baixo e terra seca é um local afastado do centro da cidade e com pouca iluminação. Estive no local, não levei aparelhos para medir radiação, essas informações que passo são visuais e pessoais, não tenho nenhuma conclusão, o mato está virado todo para uma única direção, o que é estranho, tratando-se de um pouso de um suposto objeto em cima das plantas.
Até agora, pelo menos eu não vi, nenhum ufólogo ou pesquisador apresentou relatório por escrito e assinado por algum instituto de pesquisas, referente a análises de solo ou de plantas.
Peruíbe é uma cidade de muito mistérios, existem muitas lendas e relatos dos moradores a respeito de luzes estranhas que aparecem a noite, seres altos que andam pelas praias desertas, tem o portal da serpente, onde muitos dizem ter vistos luzes saindo de dentro da rocha. 
Esses relatos existem desde a época dos Jesuítas que andavam por toda a região e eram feitos pela população indígena. Por ser um local de tantos mistérios, temos que ir com cuidado em nossas análises e conclusões, pois pode ser apenas um fenômeno natural ou criação de alguém.
No link abaixo você pode aprender como se faz um desenho em plantas os famosos Crop Circle:
 http://www.maquinademisterios.com.br/2017/09/agroglifos-com-cerveja.html
Veja aqui no blogue

Conhecendo um pouco de Peruíbe e sua história



Peruíbe é um município localizado no litoral Sul de São Paulo, na Região Metropolitana da Baixada Santista, no estado de São Paulo, Brasil. A região é reconhecida pelas lindas e extensas praias, pelas suas belas paisagens ecológicas. A sua população estimada em 2010 era de 72 793 habitantes. Sua área é de 326 km², o que resulta numa densidade demográfica de 160,28 habitantes por quilômetro quadrado.
"Peruíbe" é um vocábulo indígena que significa "no rio dos tubarões", pela junção dos termos tupis iperu (tubarão), 'y (rio) e pe (em). Padre José de Anchieta se referia ao lugar, chamando-o de "Tapirema do Peru", por suas semelhanças com a região peruana, onde os jesuítas haviam enfrentado dificuldades no exercício da catequese.


Padre José de Anchieta foi um padre jesuíta espanhol que atuou na catequização de índios e evangelização no Brasil durante a segunda metade do século XVI. Foi também teatrólogo, historiador e poeta. Nasceu na cidade de San Cristobal de La Laguna (Espanha) em 19 de março de 1534. Morreu na cidade de Iriritiba (atual Anchieta no estado do Espírito Santo) em 9 de junho de 1597. José de Anchieta foi beatificado pelo papa João Paulo II em 22 de junho de 1980.


Quando os portugueses no ano de 1500 descobriram o Brasil, já existia, na região, a Aldeia dos Índios Peruíbe, no sistema de Capitanias Hereditárias. As Capitanias hereditárias foi um sistema de administração territorial criado pelo rei de Portugal, D. João III, em 1534. As pessoas que recebiam a concessão de uma capitania eram conhecidas como donatários. Tinham como missão colonizar, proteger e administrar o território. O sistema foi implantado pela Coroa Portuguesa em 1534 para a colonização do Brasil, o território onde hoje localiza-se Peruíbe pertencia à Capitania de São Vicente, cujo donatário era Martim Afonso de Sousa (Martim Afonso de Sousa foi um nobre, militar e administrador colonial português. Foi o primeiro donatário da Capitania de São Vicente e governador da Índia. Jaz em São Francisco de Lisboa)
Mas a história de Peruíbe está intimamente ligada ao estabelecimento dos padres jesuítas pelo litoral do estado de São Paulo. Em 1549, chegou o padre Leonardo Nunes para fazer a catequese dos índios, no local onde já havia sido construída a Igreja de São João Batista. Os indígenas o chamavam de Abarebebê ou Abaré-bebé (termo que, traduzido do antigo tupi, significa "Padre Voador", através da junção de abaré, "padre" e bebé, "voador"), pois o padre parecia estar em vários locais ao mesmo tempo. Restos desta igreja são conhecidos hoje como Ruínas do Abarebebê. Em 1554 o padre José de Anchieta chegou ao aldeamento.
Em 1640, passou a ser conhecida como Aldeia de São João Batista e, em 1789, os padres jesuítas foram expulsos do Brasil. A aldeia ficou abandonada, entrou em declínio, tornando-se uma pacata vila de pescadores, sempre submetida ao município de Itanhaém. 
Em 1914, a construção da Estrada de Ferro Santos-Juquiá trouxe novos habitantes. A bananicultura se espalhou por toda a região.                                     
Nos anos 1950, com a construção de rodovias para o Litoral Sul, a atividade comercial, especialmente a imobiliária, começa a crescer, sendo realizado um plebiscito para definir a emancipação política de Peruíbe, em 24 de dezembro de 1958, proposto pelo então vereador de Itanhaém, Geraldo Russomano.
Em 18 de fevereiro de 1959, o distrito passou a ser um município desmembrado do território de Itanhaém. Já em 22 de Junho de 1974, Peruíbe foi reconhecida como Estância Balneária. Em 1975, foi assinado, pelo presidente brasileiro Ernesto Geisel, o acordo nuclear Brasil-Alemanha, que previa, dentre outros itens, a construção de uma usina nuclear na Praia do Arpoador, na Jureia. 
                                                             Resultado de imagem para Ernesto Geisel
Presidente brasileiro Ernesto Geisel
Juréia
A sociedade resistiu, e os equipamentos que seriam usados em Peruíbe ficaram na usina de Angra 3.                           
Também na década de 1970, o uso medicinal da lama negra de Peruíbe ganhou repercussão internacional, mas seu emprego só foi retomado após pesquisas comprobatórias da sua eficácia nos anos 2000. Em 2007, o empresário Eike Batista anunciou que pretendia construir o Porto de Peruíbe (Porto Brasil), que seria o maior e mais moderno da América Latina, com um parque industrial anexo. O projeto foi suspenso por tempo indeterminado.
Resultado de imagem para eike batista
Eike Batista 
O desenvolvimento do município até hoje está ligado ao turismo de veraneio, comércio e serviços.
Obrigado amigos da Máquina de Mistérios, espero que tenha ajudado com essas informação. www.maquinademisterios.com.br




















































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fábrica de Disco Voador?

Fábrica de Discos Voadores: a evolução Outro dia recebi umas fotos de supostos discos voadores e percebi que nas fotos mais antigas...